Confira este vídeo sobre Demor, game exclusivamente baseado em áudio, desenvolvido por uma equipe multidisciplinar de estudantes da EMMA, da Utrecht School of the Arts, para o Bartimeus Institute for the Blind. O jogo utiliza fones de ouvido, um módulo GPS, um head tracker (dispositivo capaz de mapear os movimentos da cabeça), um joystick modificado e uma mochila com um notebook.


O game se passa em 2066, quando uma raça de criaturas assustadoras emerge como resultado de experimentos mal-sucedidos de clonagem humana. O jogador deve eliminar os clones e restaurar a paz na colônia, que é dividida em quatro regiões: uma área industrial, um brejo, um local de transporte para outras colônias, através de espaçonaves, e um espaço aberto devastado. Cada região tem sua própria topologia sonora, que inclui sons de orientação, e inimigos. Ao eliminar os monstros de uma região, o ambiente sonoro se modifica, tornando-se mais suave e agradável. Isto é um sinal para o jogador se dirigir a outra região.
Assim que é iniciado, o ambiente sonoro 3D é reproduzido nos fones de ouvido. O sistema identifica a localização e a direção da cabeça do jogador e o áudio é atualizado em tempo real com sons diversos de inimigos, disparos, passos, gritos, elementos do entorno, músicas não diegéticas, a voz de um agente que motiva e dá dicas ao jogador e locuções “robotizadas” que anunciam a pontuação. É possível identificar parâmetros como distância e posicionamento, de modo que o jogador deve atingir o máximo de criaturas monstruosas, disparando contra elas. Embora o foco principal do game seja o entretenimento, Demor também contribui para a emancipação de deficientes visuais que se sentem mais seguros ao caminhar em locais públicos. Para ouvir alguns exemplos do áudio do jogo, acesse o site do projeto (http://www.demor.nl/) e clique na aba gameplay.

Deixe uma resposta